Enquisa HostaleríaDigna

A terceira vai a vencida ?, ou como acabar com o fascismo em Cercedo

homenaxe cenetistas CNT cerdedo
Num acto íntimo e emotivo, reunimo-nos mais uma vez na Ponte do Barco em Pedre (Cerdedo), companheiros e companheiras da associação Verbo Xido, de outros colectivos e da CNT para realizar um acto de desagrávio, recolocando a placa ao monumento em memória dos companheiros vilmente assassinados o 13 de Agosto de 1936, Francisco Arca Valiñas e Secundino Burgallo Iglesias do Sindicato de Canteiros que a CNT tinha em Cerdedo (Ponte-Vedra), que os fascistas ou seus descendentes, roubaram mais uma vez.

Encontravam-se no lugar do acto, o companheiro Rogélio Arca Rivas de 93 anos de idade, filho de Franciso, e Bonifácio Ferrón Bouzas, que quando era rapaz foi testemunha do assassinato dos companheiros e voltou a indicar-nos o lugar dos factos 70 anos depois, a companheira Lola de Verbo Xido que apresentou o evento e o historiador Dionisio Pereira, lendo-se a continuação um poema de Bernardino Granha

E dando-se por rematado com a interpretação à gaita dum alalá.
homenaxe cenetistas CNT cerdedo2